Notícias

 

Um mundo de 7 mil milhões - O novo desafio da Humanidade

O Dia Mundial da População 2011 vai ser assinalado sob o lema "7 b. Um mundo de sete mil milhões. Contemos uns com os outros". É que, em 31 de Outubro próximo, o mundo terá uma população de sete mil milhões de habitantes.

Esta é projecção populacional oficial das Nações Unidas, elaborada pela Divisão de População do Departamento de Desenvolvimento Económico e Assuntos Sociais da organização, que consta da revisão de 2010 das Perspectivas da População Mundial.

Para o UNFPA - Fundo das Nações Unidas para a População, este é um marco em termos populacionais. "Um mundo de 7 mil milhões é tanto um desafio quanto uma oportunidade", afirmou o seu director executivo, Babatunde Osotimehin, na convicção de que, "globalmente, as pessoas estão vivendo vidas mais longas e saudáveis e escolhendo ter famílias menores".

Mas a redução das desigualdades e a busca do bem-estar das pessoas que vivem hoje, assim como as gerações que virão, "vão exigir novas formas de pensamento e de cooperação global", reconhece Babatunde Osotimehin, para quem "essas projecções populacionais reforçam a necessidade urgente de se prover planeamento familiar seguro e eficaz para as 215 milhões de mulheres que ainda não dispõem dele".

Aconselha, por outro lado, uma aposta dos governos em pequenas variações na fecundidade que, "quando se multiplicam por todos os países, ao longo do tempo, podem fazer um mundo de diferença".

Na sua visão, há que investir "os recursos necessários para permitir que mulheres e homens tenham os meios para exercer o seu direito humano de determinar o número e o espaçamento de seus filhos", não se esquecendo dos novos problemas a enfrentar num mundo de sete bilhões, designadamente urbanização, empoderamento das mulheres e sustentabilidade ambiental.

Share |