Notícias

 

UNIDO: Formação em Boas Praticas Agrícolas

 

Nações Unidas, Praia, 13 de Julho de 2011 - Reduzir a contaminação dos géneros alimentares em Cabo Verde é o objectivo de uma formação sobre as Boas Praticas Agrícolas, destinado aos agricultores, aos produtores de alimentos de base e aos quadros técnicos das indústrias de processamento de alimentos, e que decorrerá em Santo Antão de 13 a 15 de Julho de 2011.

Organizada, pelo Programa Qualidade para África Ocidental (PQAO), em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Rural, a UNIDO e a Agência para o Desenvolvimento Empresarial e Inovação (ADEI), a formação pretende contribuir, através de transmissão de conhecimentos técnicos e científicos garantir a qualidade dos produtos, e o incremento da comercialização dos bens produzidos, num contexto de segurança e inocuidade alimentar

As Boas Práticas Agrícolas (BPA) são um conjunto de regras a seguir na implementação e manejo de culturas para maximizar a produção agrícola, minimizando os riscos associados a estas práticas, tanto em relação ao homem mas também em relação ao meio ambiente. As BPA são de facto, uma série de requisitos e regras de higiene, luta contra as pragas, manutenção de equipamentos e preservação da qualidade de água.

A pertinência da referida formação é cada vez mais actual, sobretudo no momento em que, recorde-se, há apenas alguns meses, uma epidemia da bactéria E, Coli sacudiu a Alemanha, considerada a pior epidemia já registada neste país e no resto da Europa. Desde inicio da epidemia, mais de 2.000 pessoas foram afectadas pela bactéria. As origens dessa bactéria não estão ainda determinadas com precisão mas esteja ciente de que muitos vegetais são causa: tomate, pepino, salada, etc.

Sobre Programa Qualidade para África Ocidental PQAO

O Programa Qualidade para África Ocidental (PQAO) é um programa financiado pela União Europeia e executado pela Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO).

O objectivo geral é contribuir para a integração gradual da África Ocidental na economia mundial através do reforço da integração económica regional e do comércio, através do apoio à Comissão da CEDEAO, à Comissão da UEMOA, aos Estados oeste africanos incluindo a Mauritânia e outros actores não governamentais.

O objectivo específico do Programa é criar um ambiente que facilite o cumprimento das regras do comércio internacional e regulamentações técnicas, especialmente os acordos da Organização Mundial do Comércio (OMC) sobre as Barreiras Técnicas ao Comércio (BTC) e sobre as Medidas Sanitárias e Fitossanitárias (MSF), através do estabelecimento e/ou fortalecimento de infra-estruturas de qualidade ao nível nacional e regional capazes de fornecer serviços eficazes para a normalização, avaliação da conformidade e acreditação de acordo com as normas internacionais.

O Programa Qualidade para África Ocidental PQAO em Cabo Verde

1- O programa foi lançado no dia 22 de Fevereiro de 2008 na cidade de Praia na presença de várias autoridades e personalidades.
2- Este programa de três anos, é baseada em cinco princípios: conformidade com as regras internacionais, certificação de produtos e empresas, normalização, inspecção, defesa do consumidor e promoção de qualidade.
3- O ano 2010 foi um ano marcante nas realizações das actividades do PQAO em Cabo Verde. Com efeito, depois do Governo ter aprovado e publicado as leis básicas para o sistema nacional de qualidade e criar o Instituto de Gestão da Qualidade - IGQ, Cabo Verde lança o processo de construção de seu sistema nacional de qualidade onde o PQAO é um parceiro deste processo.

Share |