Notícias

 

Ambiente - PNUD/GEF disponibilizam oito milhões de dólares para o reforço das acções em matéria ambiental

Nações Unidas, Praia, 14 de Abril de 2011- Cabo Verde pela riqueza da sua biodiversidade é considerado um centro de endemismo de importância global que urge preservar - afirmou a Representante do PNUD em Cabo Verde, Senhora Petra Lantz, durante a cerimonia de abertura do atelier de Lançamento dos Projectos Consolidação do Sistema de Áreas protegidas de Cabo Verde" e "Reforço das Capacidades de Adaptação e Resiliência às Mudanças Climáticas no sector dos recursos hídricos em Cabo Verde".

De acordo com a Senhora Lantz, a preservação dos recursos biológicos deste planeta constitui, um dos principais objectivos das Nações Unidas. Após a conferência de Rio, em 1992, as Nações Unidas têm trabalhado a nível mundial no sentido de garantir a preservação dos ecosistemas críticos e o desenvolvimento sustentável das comunidades mais vulneráveis, referiu.

Na sua intervenção, a Petra Lantz realçou o facto destes projectos permitirem, pela primeira vez, operacionalizar as áreas marinhas protegidas das ilhas do Sal e da Boavista, bem com os parques naturais de Monte Verde (São Vicente), e os parques naturais de Santo Antão (Cova, Ribeira Paul e Ribeira da Torre).

Esses dois projectos irão contribuir para a melhoria da gestão das áreas protegidas e reforçar as acções em curso visando a adaptação do país às mudanças climáticas, nomeadamente em questões relacionadas com os recursos hídricos. Com o projecto de áreas protegidas a cobertura das mesmas passará de 14% para 80% e irá contribuir para fortalecer e consolidar os ganhos já conseguidos na protecção dos ecossistemas críticos de Cabo Verde.

Sendo as mudanças climáticas um dos grandes desafios de desenvolvimento e de constituírem uma ameaça à realização dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio a nível global, torna-se urgente investir para reverter essa ameaça e consolidar os ganhos e progressos realizados até à data no desenvolvimento humano, especialmente nas comunidades mais pobres e mais vulneráveis. Daí a Representante do PNUD considerar que o planeamento do desenvolvimento deve ter em conta os riscos relacionados com o clima de forma a garantir o sucesso e a sustentabilidade a longo prazo dos esforços de desenvolvimento.

Este projecto inovador visa capitalizar nas experiências de adaptação e de resiliência deste país para que importantes lições apreendidas sejam disseminadas que a nível nacional quer a nível internacional.

Por seu lado, a Ministra do Ambiente, Habitação e Ordenamento do Território, Dra Sara Lopes, ao presidir a cerimonia apelou para a mudança de paradigmas na elaboração de projectos de desenvolvimento a todos os níveis e que todos devem considerar o seu impacto no ambiente. Para sara Lopes, igualmente há uma questão de atitudes e comportamentos que merecem profunda reflexão para que seja trabalhada tanto a nível institucional como a nível da cidadania.

Share |