Notícias

 

Projecto GEF

Promoção de Sistemas de Energias Renováveis de Pequena e Media Dimensão em Cabo Verde " - apresentado hoje na Praia

 

Nações Unidas, Praia, 11 de Abril de 2012 -  O Fundo Global para o Ambiente (Global Environmental Facility - GEF) aprovou, em finais de Março deste ano um pacote de financiamento correspondendo a um total de 1.7 milhões de dólares americanos para o projecto  Promoção de Sistemas de Energias Renováveis de Pequena e Media Dimensão em Cabo Verde " apresentado hoje na cidade da Praia.

O referido projecto visa apoiar o desenvolvimento sustentável das energias renováveis no país, contribuindo para a criação de um ambiente favorável ao investimento em tecnologias de energias renováveis de pequena e média dimensão.

O seu lançamento e implementação constituem uma oportunidade de colaboração e complementaridade entre a ONUDI, o CEREEC e o Governo de Cabo Verde, visando o objectivo global da sustentabilidade e segurança energética e da redução das emissões de gases com efeito de estufa.

Durante a cerimonia de abertura do encontro a Coordenadora Residente do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde, Senhora Petra Lantz, considerou que " A Energia continua a ser um factor crítico para o desenvolvimento socioeconómico de Cabo Verde. Entre outros, um dos principais desafios de Cabo Verde é a forte dependência do combustível fóssil importado para geração de energia e produção de água que expõe o país a preços de combustível elevados e voláteis no mercado internacional". Para a Coordenadora residente do sistema das Nações Unidas no país é importante que Cabo Verde tome medidas para promover os recursos energéticos renováveis localmente disponíveis e tecnicamente comprovados enquanto questão prioritária. O desenvolvimento dessas fontes de energia renováveis num mix em termos do fornecimento de energia do país oferece claros benefícios que incluem: aumento do acesso a serviços modernos de energia em áreas remotas onde não há rede, dada a natureza descentralizada e modular de energia renovável; o aumento da segurança do fornecimento energético através da diversificação de fontes de geração de energia; e as oportunidades de empregos “verdes” locais.

De acordo com a Senhora Petra Lantz, o projecto apresentado hoje visa promover uma maior participação do sector privado no desenvolvimento de sistemas de energias renováveis de pequena e média dimensão através da resolução das seguintes barreiras que incluem: a falta de apreciação da viabilidade técnica e viabilidade comercial desses projectos; a falta de acesso ao financiamento; a falta de capacidade e consciência dos benefícios do desenvolvimento desses sistemas; e a necessidade de consolidar um quadro jurídico e regulamentar favorável ao desenvolvimento de projectos de energias renováveis de pequena e média dimensão.

As Alterações Climáticas e Energia estão intimamente interligados, considerou a responsável da ONU em Cabo Verde, e por isso acrescenta que a energia potencia o progresso humano, desde da geração de emprego até à competitividade económica, desde reforço da segurança até ao empoderamento das mulheres, a Energia é um grande integrador: atravessa todos os sectores e está no cerne dos interesses de todos os países. Agora, mais do que nunca, o Mundo precisa de garantir que os benefícios da energia moderna estão disponíveis para todos e que a energia é fornecida de forma mais limpa e eficiente possível. Em primeiro lugar, esta é uma questão de equidade mas também é uma questão prática de urgente importância e reconhecendo a sua importância e a urgência dos desafios energéticos, a Assembleia Geral da ONU declarou, no ano passado, o ano de 2012 como o Ano Internacional da Energia Sustentável para Todos, sublinhou.

Por seu lado, ao presidir a cerimonia de abertura do encontro,  o Ministro Turismo, Indústria e Energia, Eng. Humberto Brito ressaltou que o projecto vem de encontro com as prioridades e politicas do Governo matéria de energia do afirmando que Cabo Verde dispõe de uma estratégia para o sector da energia que define como meta atingir 50 por cento de penetração energias renováveis em 2020.

Desenvolvido pela Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (ONUDI) em cooperação com o Ministério do Ambiente, Habitat e Ordenamento do Território (MAHOT), Ministério do Turismo, Indústria e Energia (MTIE) e o Centro Regional de Energias Renováveis e Eficiência Energética da CEDEAO (CEREEC).

O evento reuniu igualmente representantes do Governo, do sector privado, bem como diferentes actores interessados no desenvolvimento de energias renováveis na sub-região e no país.
Mais informações sobre este evento estão disponíveis no site www.ecreee.org

Documentos apresentados

Download Apresentacao Geral Projecto GEF

Download UNIDO and GEF Climate Change Projects

Share |