Notícias

 

Fórum O papel das agências de notícias nas sociedades democráticas

Nações Unidas, Praia, 15 de Novembro de 2011 – O papel das agencias de notícias nas sociedades democráticas é tema de um fórum internacional promovido pela Agência Caboverdiana de Noticias INFORPRESS, em parceria com o PNUD.

O encontro tem como objectivo promover uma reflexão sobre o tema e, ao mesmo tempo, sensibilizar as instituições públicas e privadas para a importância do papel das agências no panorama da comunicação social para além de buscar parcerias e dar o seu contributo ao nível da formação da nova geração de quadros.

Durante a sessão de abertura, a Coordenadora Residente do Sistema das Nações Unidas e Representante do PNUD em Cabo Verde, Senhora Petra Lantz, sublinhou que os mídia podem desempenhar o papel de «grande multiplicador» de ideias e de informações, tornando-se, por isso, num elemento importante da realização dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM), para além de desempenharem o papel de instrumento didáctico, de educador e de esclarecedor da sociedade. Para a Representante do PNUD, os mídia constituem um dos importantes parceiros das Nações Unidas para o reforço de advocacia junto dos poderes públicos e das instituições privadas visando um desenvolvimento sustentável, a través da promoção e do acompanhamento dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio bem como dos ideais da democracia, dos direitos humanos e da equidade.

De acordo com Petra Lantz, que realçou igualmente o papel das agências de noticias na democratização do acesso à informação, actualmente a imprensa tem uma responsabilidade acentuada nas diferentes áreas do desenvolvimento, pois ela tem a possibilidade e o poder de disponibilizar e informações e de formar opiniões, facilitando a participação dos cidadãos no processo de desenvolvimento. Por isso hoje apela-se para uma imprensa responsável, comprometida com a qualidade, a honestidade e com as causas de desenvolvimento.

Ao presidir a sessão de abertura, o Primeiro Ministro de Cabo verde, Dr. Jose Maria Neves considerou que Cabo Verde tem um campo mediático consolidado e diverso, reflectindo os vários pensares e discursos que proliferam na sociedade democrática cabo-verdiana, destacando o papel da Agência de Noticias, Inforpress, que com a sua entrada no campo mediático representou uma mudança de paradigma na informação em Cabo Verde.

Durante o seu discurso, no qual fez uma dissertação sobre percurso e o desenvolvimento do sector da comunicação social em Cabo Verde, o Primeiro Ministro afirmou que "a liberdade de imprensa em Cabo Verde é hoje uma questão de ética e de estética em democracia", acrescentando que hoje há uma opinião pública autónoma e que participa activamente na formação da vontade da comunidade nacional.

Para além dos jornalistas, docentes, pesquisadores nacionais e estudantes universitários o Fórum internacional sobre o papel das agências de notícias nas sociedades democráticas" conta ainda com a presença de representantes das conceituadas agências do mundo, entre as quais a Agence France Press (AFP), da França, a Agência XINHUA, da China, a ANGOP, de Angola, e a LUSA, de Portugal.

Share |