Notícias

 

Cabo Verde acolhe o 4º Forum de Desenvolvimento Económico Local

 

Nações Unidas, 17 - 20 de Outubro de 2017 - O 4º Fórum Desenvolvimento Económico Local (FMDEL), que movimentou a cidade capital do país de 17 a 20 passado, teve resultados que ultrapassam o espaço físico da sua realização. Este evento que movimentou 2800 participantes, entre nacionais e estrangeiros, traduzido em 85 nacionalidades, fez com que várias instituições e empresas fizessem contatos de parcerias. A nível institucional foram realizados vários encontros, troca de experiências e assinatura de acordos, tendo sempre como pano de fundo a agenda 2013 e os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) com uma grande tónica nas ações e vozes locais.

Durante os quatro dias absolutamente dinâmicos, de circulação de pessoas, de convivência, mas também de troca de ideias e informações, o foco dos debates e das intervenções estiveram à volta de possíveis caminhos para a implementação das políticas do desenvolvimento económico local e da contribuição das comunidades para o desenvolvimento sustentável.

Paralelamente às sessões plenárias, também foram realizados painéis interativos, sessões de aprendizagens, de diálogo político e ações culturais, sendo estas ultimas, para mostrar o outro lado de Cabo Verde trazendo aos visitantes a marca do país que é a sua cultura e as suas gentes.

Um dos grandes resultados imediatos, do 4º Fórum Mundial de Desenvolvimento Económico Local para Cabo Verde, foi a assinatura de Protocolos de Cooperação  entre a Associação Nacional dos Municípios de Cabo Verde (ANMCV) e suas congéneres do Brasil e da Andaluzia (Espanha) e municípios da Itália.

Do 4º Fórum Mundial de Desenvolvimento Económico Local para Cabo Verde saiu a Declaração da Praia, que realça e chama a atenção ao desenvolvimento local como sendo um modelo mais económico, sustentável, equitativo e inclusivo, através de territórios para atingir metas universais.

Na sua intervenção, no último dia do Fórum, a A Coordenadora Residente do Sistema das Nações Unidas e Representante do PNUD em Cabo Verde, Ulrika Richardson, felicitou o país pela realização deste 4º FMDEL, pelas parcerias concretizadas e ressaltou que o Desenvolvimento Económico Local é uma oportunidade para o desenvolvimento mais justo, convivência pacífica e a inclusão.

Para Ulrika Richardson, “Uma das conclusões do FDMEL é claramente que o desenvolvimento local é uma oportunidade para a coesão social e para a paz social. Com isto cria-se mais confiança por parte do cidadão, mas também do sector privado, promovendo-se assim o investimento e criação de emprego. Num mundo cada vez mais complexo, precisamos de mais inclusão, mais participação, mais paz social”.

Ao intervir o Primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva declarou que “Estamos alinhados com os ODS. Já temos o nosso plano estratégico de desenvolvimento sustentável para ser aprovado nos próximos dias. O Orçamento de 2018 vai espelhar esse alinhamento. Agora, é termos toda a mobilização social, económica e política para conseguirmos atingir esses objetivos no horizonte de 2030".

Por seu lado, o Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca defendeu que “Não há, desenvolvimento local sem actores locais capazes de exprimir os seus problemas, de construir soluções adequadas e de negociar com as autoridades centrais e parceiros internacionais as formas de as executar”.

Porque o Desenvolvimento Economico Local e os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável fazem sentido na comunidade e é preciso dar seguimento e continuar na senda da participação comunitária no processo de desenvolvimento e promoção de parcerias locais, e no seguimento imediato do Forum, uma equipa das Nações Unidas em Cabo Verde, liderada pela Coordenadora Residente do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde, Ulrika Richardson, deslocou-se a dois bairros da capital - Safende e Tira Chapéu – para auscultar os líderes respectivos léderes comunitários e identificar uma estratégia adequada para a localização dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável nas comunidades.

Foram momentos de uma conversa amena, franca e frutífera. Esta deslocação permitiu ainda uma visita a alguns dos espaços onde a comunidade se reúne para discutir os seus problemas e procurar soluções para os seus respetivos bairros, troca de ideias. Nas discussões foram abordados assuntos relacionados com o Fórum e de como poderão os resultados, compromissos e recomendações serem aproveitados, envolvendo os parceiros locais e dar mais visibilidade às boas praticas das comunidades a nível nacional.

Esta constituiu uma ocasião para se conhecer algumas experiencias bem-sucedidas que podem servir de exemplo para outros bairros da cidade que ainda estão a dar os seus primeiros passos no desenvolvimento comunitário através de associações.

No final dos encontros foram identificadas algumas possíveis ações, que poderão ser implementadas, a curto prazo, com vista a uma partilha alargada das experiencias bem-sucedidas, entre as varias associações comunitárias. As sugestões indicaram a importância de se realizar um fórum de boas práticas dos bairros da cidade da Praia, retiro das lideranças comunitárias e capacitação dos líderes comunitários em intervenção comunitária.

Para acomapanhar os grande momentos visite https://www.facebook.com/worldforumonLED/

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share |