Notícias

 

Iniciativa UE/NU Migração e Desenvolvimento em Cabo Verde - Três projectos apresentam suas experiências e resultados

Nações Unidas, Praia, 28 de Setembro de 2010- Desenvolvimento Sustentável da Agro-pecuária em Cabo Verde, Remessas e Emigrantes como Recursos para o Desenvolvimento e Centro Multimédia de Cabo Verde são os três projectos financiados no âmbito da Iniciativa Conjunta da Comissão Europeia e as Nações Unidas (EC/UN JMDI) sobre Migração e Desenvolvimento e enquadrado no Programa Único da ONU em Cabo Verde, e cujo resultados foram socializados em finais de Setembro, num atelier que decorreu na cidade da Praia.

Apresentado pela Associação Amigos da Natureza, da ilha da São Vicente, o projecto Desenvolvimento Sustentável da Agro-pecuária em Cabo Verde, que contou igualmente com parceria a Associação Nacional dos Engenheiros Técnicos de Portugal, consistiu na divulgação e formação para o fortalecimento de técnicas avançadas no sector da agro-pecuária, hidroponia e transformação de produtos alimentares, no sentido de contribuir para fortalecimento da segurança alimentar e a solidariedade social das comunidades rurais envolvidas. Abrangendo cerca de 160 agricultores e criadores de gado, o projecto investiu ainda na aquisição de equipamentos como tractor, queijaria , estufas hidropónicas, entre outros. Para alem das questões relacionadas com as caratceristicas dor projecto, é de se realçar um outro resultado não menos importante que é o facto do mesmo ter constituído um elo de ligação com a banca social que permitiu o financiamento dos empreendedores agrários e a realização da Feira Agrícola da Ribeira da Vinha, tendo esta constituido uma oportunidade para os participantes promoverem os sues produtos de forma a ganhar espaco no mercado nacional.

Já a Organização das Mulheres de Cabo Verde (OMCV), apresentou e executou um projecto virado para a maximização dos recursos enviados às famílias pelos emigrantes e intitulado Remessas e Emigrantes como Recursos para o Desenvolvimento. Esta iniciativa beneficiou 23 famílias, principalmente a mulheres empreendedoras dos concelhos de Santa Catarina, Santa Cruz e Praia (ilha de Santiago),e constituiu essencialmente na utilização das remessas dos emigrantes como recurso ao desenvolvimento. Com este projecto, a OMCV conseguiu mobilizar um fundo equivalendo a 35.000 Euros e que se destinam ao reforço da sua intervenção no domínio do micro-credito.

Centro Multimédia de Cabo Verde é o um projecto implementado por pela Associação de Jovens Solidários de São Nicolau, em parceria com ONG's italianas Lunaria, Binario Ético e OMCV Itália. O objectivo foi fortalecer as ligações entre a disápora cabo-verdiana na Itália (2ª e 3ª gerações) e as comunidades de jovens da ilha de São Nicolau, através do acesso e consolidação de meios de comunicação para a partilha das boas práticas na utilização das novas tecnologias de comunicação e informação (TIC) e no empreendedorismo juvenil. Um dos sucessos deste projecto foi o lançamento do portal www.mundokriol.net. Neste ultimo ano, o Centro Multimédia, sediado na cidade da Ribeira Brava, recebeu mais de 1.000 visitantes.

Recorde-se que no atelier de apresentação dos resultados, estiveram presentes Representante Adjunta do Escritório Comum das Nações Unidas em Cabo Verde, Narjess Saidane, seguida do Chefe de Cooperação e Política da União Europeia em Cabo Verde, Frank Hess, para de outros convidados.

Na cerimónia de abertura, Narjess Saidane destacou que esta iniciativa constitui um exemplo de parceria a três níveis: entre Agentes de Cooperação, Instituições Nacionais-Regionais-Locais, e entre Organizações da Sociedade Civil do Norte e do Sul. "Na há dúvida da contribuição positiva dos emigrantes para os países em desenvolvimento, e no caso de Cabo Verde existe um grande potencial ao envolver a diáspora, que abre grandes oportunidades para o desenvolvimento do país", concluiu.

Por seu lado , Frank Hess sublinhou que esta Iniciativa escreve-se na estratégia de luta contra a pobreza e na Abordagem Global de Migração da UE, em particular no reforço duma política de mobilidade na óptica do respeito dos Direitos Humanos e da promoção dum desenvolvimento sócio económico inclusivo. " Estamos certos que os três projectos implementados em Cabo Verde irão contribuir a redução da pobreza e ao melhoramento da qualidade de vida das comunidades mais vulneráveis" frisou.

Ainda, na sessão de apresentação dos resultados, foi projectado um documentário sobre os projectos , realizado pela Rede de Jornalistas para Questões de População e Saúde (REJOP). Inicialmente a iniciativa abrangeu numa primeira fase 16 países, com um financiamento total de aproximadamente 10 milhões Euros, tendo para o efeito sido lançado um convite a apresentação de propostas em Dezembro de 2008 . Neste sentido, Cabo Verde beneficiou de três projectos financiados pela União Europeia, num montante global de cerca 600.000 Euros.

Migração e Desenvolvimento é uma iniciativa financiada pela União Europeia através dum fundo de aproximadamente 15 milhões de Euros e executada pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), em parceria com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), a Organização Internacional do Trabalho (OIT), a Organização Internacional para as Migrações (OIM) e o Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA). Informação mais detalhada pode-se consultar no site: www.migration4development.org/content/cape-verde.

Share |