Notícias

 

Dia Mundial da Agua - Mensagem do Secretário Geral da ONU

Nações Unidas, 22 Março 2012 – Nas próximas décadas, a capacidade de alimentar uma população mundial em crescimento e assegurar segurança alimentar e nutricional para todos dependerá do aumento da produção alimentar. Isto implica, por sua vez, garantir uma utilização sustentável do recurso mais importante e finito, a água.

O tema deste ano do Dia Mundial da Água é água e segurança alimentar. A agricultura é de longe o sector que mais consome água. A não ser que melhoremos a nossa capacidade de utilizar água de uma forma racional na agricultura, iremos falhar na erradicação da pobreza e abriremos a porta a um vasto leque de outros problemas, tais como seca, fome, e instabilidade política.

Em muitas partes do mundo, a escassez de água está a agravar-se e a taxa de crescimento da produção agrícola tem abrandado. Ao mesmo tempo, as alterações climáticas têm vindo a aumentar o risco e a imprevisibilidade para aos agricultores, especialmente os mais pobres, a viver em países de baixo rendimento, que são os mais vulneráveis e os que mais dificilmente se adaptam.

Estes desafios, interligados, fazem com que cada vez mais comunidades e países compitam por recursos hídricos escassos, agravando antigos problemas de segurança, criando novos e pondo em causa a realização de direitos humanos fundamentais tais como o direito à alimentação, água e saneamento. Com cerca de um bilião de pessoas a passar fome e cerca de 800 milhões sem acesso garantido a água potável, ainda temos muito a fazer para reforçar as bases da estabilidade local, nacional e mundial.

Garantir uma alimentação sustentável e segurança no acesso à água para todos requer o envolvimento de todos os sectores e actores. Requer também a transferência de tecnologias de gestão de água, a capacitação de pequenos agricultores e a preservação dos serviços ecossistémicos essenciais. Vai ainda exigir a adopção de políticas que promovam o direito à água para todos, uma maior capacidade reguladora, e igualdade de género. Finalmente, será essencial investir em infraestruturas de captação e armazenamento de água, no desenvolvimento rural e na gestão dos recursos hídricos.

Devemos todos sentir-nos encorajados pelo renovado interesse dos dirigentes políticos pela segurança alimentar, que ficou evidente na elevada prioridade dada a estes temas nas agendas do G8 e G20. Este interesse é também visível no Relatório do Painel de Alto Nível para a Sustentabilidade Mundial onde foi dado ênfase ao eixo alimentação, água e energia, e no número crescente de países que estão a apelar a que se intensifiquem as intervenções na área da nutrição.  

Neste Dia Mundial da Água, apelo a todos os parceiros que aproveitem bem a oportunidade proporcionada pela Conferência das Nações unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, Rio+20. No Rio, vamos precisar de unir os pontos entre acesso à água, segurança alimentar e nutricional no contexto de uma economia verde. A água vai desempenhar um papel central na criação do futuro que queremos.

Share |