Notícias

 

Relatório de Desenvolvimento Humano - Sustentabilidade e Equidade: um futuro melhor para todos

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), lançou esta manhã, em Copenhagen-Dinamarca, a edição de 2011 do Relatório de Desenvolvimento Humano, este ano intitulado Sustentabilidade e Equidade: um futuro melhor para todos.

De acordo com o documento o desenvolvimento económico e social nos países mais pobres do mundo poderá ser interrompido ou mesmo invertido até meados do século, a menos que sejam tomadas medidas arrojadas para abrandar as alterações climáticas, impedir maiores danos ambientais e reduzir as profundas desigualdades entre as nações e internamente às mesmas.

No que concerne ao Índice de Desenvolvimento Humano de Cabo Verde (IDH) -posicionado na categoria de desenvolvimento humano médio - em 2011 o Relatório refere que o IDH de Cabo Verde aumentou de 0,566 (2010) para 0,568, colocando o país na posição 133 de 187 países e territórios constantes no documento. Entre 2000 e 2011, o valor do IDH de Cabo Verde aumentou de 0.523 para 0.568, significando um aumento de 9,0 por cento ou um aumento médio anual de cerca de 0,8 por cento.

Refira-se igualmente que o Relatório de 2011 – Sustentabilidade e Equidade: Um Futuro Melhor para Todos – afirma que a sustentabilidade ambiental pode ser alcançada de forma mais justa e eficaz se as disparidades de saúde, educação, rendimento e género forem enfrentadas conjuntamente, com medidas globais em relação à produção de energia e à protecção dos ecossistemas.

Os autores estimam que a deterioração ambiental incontida – das secas na África Subsariana à subida dos níveis do mar que pode alagar os países de topografia baixa como o Bangladesh – pode causar uma escalada dos preços dos alimentos de até 50% e anular os esforços para a expansão do acesso a água, saneamento e energia a milhares de milhões de pessoas, especialmente no sul da Ásia e na África Subsariana.

O mundo atingiu no dia 31 de Outubro de 2011 os 7 mil milhões de pessoas que irão partilhar o planeta terra. Viver num mundo de 7 mil milhões de pessoas, significa que muito progressos foram alcançados no domínio da saúde, da saúde sexual e reprodutiva, na educação e no acesso aos outros serviços sociais básicos. Esta situação deve ser encarada como oportunidades que se desenham e que terão de ser identificadas e aproveitadas. Daí a importância do presente Relatório de Desenvolvimento Humano, que demonstra que a sustentabilidade deve ser abordada como uma questão de justiça social básica, tanto para as gerações actuais como para as futuras. No entanto, apesar dos avanços a nível global, os desafios são grandes, particularmente no contexto mundial actual, onde a crise financeira global tem afectado um pouco todos os países, onde as mudanças climáticas têm causado danos e perdas humanas inestimáveis e onde as ondas de contestações sociais têm aumentado.

Para mais informações favor aceder http://hdr.undp.org/en/reports/global/hdr2011/download/pt/ e sobre Cabo Verde http://hdrstats.undp.org/en/countries/profiles/CPV.html

Share |