Notícias

 

PNUD lança concurso de fotografia "Podemos acabar com a Pobreza"

 

António Banderas será um dos juízes; fotos vencedoras serão exibidas durante encontro de líderes mundiais na Cúpula sobre os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, em Setembro

Joanesburgo, 14 de Maio de 2010 – O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), em parceria com a Olympus Corporation e a Fundação Agence France-Presse (AFP), lançaram hoje, em Joanesburgo, África do Sul, o segundo concurso anual de fotografia “Fotografe essa ideia”. O concurso, intitulado Fotografe essa ideia: Podemos Acabar com a Pobreza, procura mostrar como os países estão trabalhando para alcançar os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM) – oito objectivos acordados pelos líderes mundiais para reduzir a pobreza pela metade até 2015.

Através do concurso de fotografia, queremos mostrar que os ODM podem ser atingidos, mesmo nos países mais pobres e mais desfavorecidos”, afirmou Helen Clark, administradora do PNUD, no lançamento do concurso. “Espera-se que o concurso chame atenção para o facto de que o prazo para os ODM se concretizarem aproxima-se rapidamente — por isso é importante motivar as pessoas e os governos de todos os países a redobrarem seus esforços na luta contra a pobreza extrema.”

O concurso deste ano é especialmente importante, uma vez que coincide com a cimeira da Nações Unidas sobre os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, que se realizará em Setembro, em Nova Iorque. A cimeira reunirá os líderes mundiais a fim de reforçar o progresso da luta contra a pobreza e de assumir um compromisso para uma agenda de acções concretas para a realização dos ODM até 2015.

O embaixador da boa vontade do PNUD e renomado actor internacional, António Banderas, é um dos cinco juízes que seleccionarão as fotografias vencedoras. “Este é um momento decisivo da luta contra a pobreza. Não é uma só pessoa, organização ou governo que conseguirá ultrapassar as dificuldades de concretização dos ODM. É necessário mobilizar todos os sectores da sociedade num apelo à acção: um grande empurrão para 2015. Este concurso de fotografia é o tipo de iniciativa que irá reunir todos estes grupos diversos para chamar a atenção para a urgência de se concretizarem os ODM.”

As fotografias vencedoras serão expostas durante a cimeira, dando um rosto humano aos ODM.

O concurso está aberto a fotógrafos amadores e profissionais, do mundo inteiro. Os concorrentes podem enviar até três fotografias, focando o progresso em um dos oito ODM, de preferência num país em desenvolvimento.

Os oito objectivos são os seguintes:

O prazo para as candidaturas ao concurso termina à meia-noite do dia 16 de Julho de 2010, EST (GMT -5).

Os outro quatro juízes que irão seleccionar as fotografias vencedoras são fotojornalistas profissionais: Alexandra Avakian e John Isaac, ambos fotógrafos renomados, bem como Mark Garten, director do departamento de fotografia da ONU e Paola Messana, responsável pelo escritório da AFP em Nova Iorque.

Além dos três vencedores em cada uma das categorias profissional e amadora, haverá também um prémio “Escolha do público”. O vencedor desta categoria será seleccionado pelo público, que poderá votar nas fotografias exibidas no site Fotografe essa ideia. As três fotografias com melhor classificação em cada categoria, profissional e amadora, bem como a imagem vencedora da “Escolha do público”, serão exibidas nos sites dos patrocinadores e em pelo menos duas exposições, no Japão e nos Estados Unidos.

Os vencedores dos primeiros prémios nas categorias profissional e amadora e o vencedor da “Escolha do público” viajarão até Nova Iorque, para a cerimónia de atribuição dos prémios e lançamento de uma exposição, a ocorrer em Setembro.

É com grande satisfação que a Fundação AFP apoia uma vez mais este concurso de fotografia”, declarou Robert Holloway, director da Fundação AFP. “Cremos que será uma oportunidade para fotógrafos profissionais e amadores, de qualquer lugar, mostrarem ao mundo como é que as pessoas comuns estão a lidar com a concretização dos desafios mais prementes em termos de desenvolvimento, por esse mundo fora.

O presidente da Olympus, Tsuyoshi Kikukawa, afirmou em Tóquio: “Esperamos que, através desta iniciativa, no mundo inteiro, as pessoas se inspirem com imagens mostrando que a mais simples das acções, seja de quem for ou onde quer que viva, pode de facto contribuir para o esforço de deter a pobreza extrema. É tempo de o mundo perceber que temos todos um papel a desempenhar na concretização dos Objectivos e que, não importa onde vivamos ou o que façamos, temos todos o potencial para contribuir para o desenvolvimento humano nos nossos países, comunidades e localidades.”

O concurso de 2009, centrado em África, Fotografe essa ideia: Proteger o Planeta, deu origem a uma exposição internacional itinerante (Genebra, Joanesburgo, Nova Iorque, Osaca, St Louis no Senegal e Tóquio). Além disso, meios de comunicação cobriram de maneira extensiva não só o concurso, mas tambem as histórias dos participantes e assuntos ligados às alterações climáticas e à degradação ambiental em África.

Para mais informações sobre o concurso de fotografia 2010 Fotografe essa ideia: Acabar com a Pobreza, visite: http://picturethis.undp.org

Para mais informações sobre os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio e a Cimeira sobre os ODM a realizar em Setembro, visite:

http://www.un.org/millenniumgoals/

*** *** ***

Para mais informações, contactar:

Em Joanesburgo: Maureen Mundea, Tel.: + 27 11 6035513

ou Telem.: + 27 716718734; maureen.mundea@undp.org

Em Dakar: Maimouna Mills, Tel: +221 33 869 0653

ou Telem.: +221 77529 98; maimouna.mills@undp.org

Em Nova Iorque: Sandra Macharia, Tel.: + 1 212-906-5377; sandra.macharia@undp.org

Mariana Gonzalez, Tel: +212-906-5317; mariana.gonzalez@undp.org

A Olympus Corporation: Formada em 1919, a Olympus fabrica e comercializa equipamentos e instrumentos de precisão para as áreas da medicina e saúde, imagiologia e informação, e aplicações industriais. A sua competência principal situa-se na tecnologia optico-digital, constituída pela fusão entre a tecnologia óptica tradicional e as tecnologias avançadas de processamento digital e de precisão. Na qualidade de empresa global, a Olympus reconhece a sua responsabilidade social e a necessidade de contribuir para o aumento da qualidade da vida humana e do seu sustento. www.olympus.com.

A Fundação AFP foi constituída pela Agência France-Press em 2007 com a finalidade de formar jovens fotógrafos e jornalistas, particularmente nos países em desenvolvimento. Existe com a crença de que os meios de comunicação social livres, independentes e responsáveis podem contribuir para que as pessoas tomem decisões informadas acerca das suas vidas e possam assim ajudar a reduzir a pobreza, a promover o desenvolvimento e a defender os direitos humanos. Procura elevar os padrões dos jornalistas profissionais, de acordo com o respectivo código de conduta, e promover a liberdade de imprensa. A Fundação AFP apoia os esforços para melhoria das condições de trabalho dos jornalistas e da protecção daqueles que trabalham em zonas de combate e em outras zonas perigosas, especialmente jornalistas e fotógrafos independentes. Apoia também os esforços para a elevação do estatuto das mulheres nos meios de informação. http://fondation.afp.com/english/

O PNUD é a rede de desenvolvimento global das Nações Unidas, defendendo a mudança e interligando os países ao saber, à experiência e aos recursos, a fim de ajudar as populações a construir uma vida melhor. Estamos no terreno em 166 países, trabalhando com eles nas suas próprias soluções para os desafios que se colocam em termos de desenvolvimento nacional e global. À medida que desenvolvem capacidades locais, procuram o apoio das pessoas do PNUD e da nossa vasta gama de parceiros. www.undp.org