Notícias

 

Programa de intervenção e protecção juvenil lançado na Praia

Nações Unidas, Praia, 1 de Agosto de 2011 - A Ministra da Juventude, Emprego e Recursos Humanos, Janira Hoppfer Almada e a Representante do PNUD em Cabo Verde, Petra Lantz, procederam ao lançamento do programa BÔ KI TA DISIDI, um modelo de intervenção integrado e adaptado a cada comunidade com actividades para promoção da literacia em saúde, treino de competências pessoais e sociais e educação para a não-violência e que visam melhorar a saúde global da comunidade juvenil.

O programa BÔ KI TA DISIDI consiste essencialmente no estabelecimento e disponibilização de espaços informação, apoio, aconselhamento juvenil, criados dentro dos Centros da Juventude e em unidades móveis, geridos por jovens voluntários com ensino superior ou secundário (16 a 25 anos), sob supervisão de profissionais do Centro da Juventude e do Centro de Saúde.

O referido programa, que representa ainda uma alternativa à falta de acesso a informação adequada e pertinente, tem por missão proporcionar aos jovens das comunidades -alvo (e suas famílias) o acesso a informação, apoio, aconselhamento e formação adequada e suficiente para um conhecimento aprofundado sobre aspectos importantes relativos ao seu próprio desenvolvimento e resolução de situações críticas, e assim facilitar a adopção de um comportamento mais consciente e responsável em matéria de saúde e de cidadania.

Esta é uma experiência piloto de intervenção comunitária em factores de risco e protecção juvenil em Cabo Verde, que beneficiará inicialmente as ilhas do Sal, São Vicente e Santiago (Brasil, Tirachapeu e Ponta d'Água) e inclui a utilização a abordagem de Educação Pelos Pares, com o objectivo de promover a troca de informações sobre distintos temas de saúde entre os quais a violência e orientação vocacional.

No acto do lançamento, a Coordenadora Residente das Nações Unidas em Cabo Verde e Representante do PNUD, frisou que a ONU será sempre um parceiro destas iniciativas e apelou aos jovens para trabalharem com as suas comunidades realçando ao mesmo tempo que têm um importante papel em promover acções que visem contribuir para minimizar os problemas tão complexas como a delinquência juvenil e a exclusão social.

BÔ KI TA DISIDI é uma intervenção de mobilização comunitária de proximidade, que envolve, treino de competências pessoais e sociais, aumento do voluntariado juvenil, redução de comportamentos de risco e educação para a não-violência e que visam uma melhoria da saúde global da comunidade juvenil caboverdiana, sobretudo dos jovens que abandonaram o sistema educativo.

O programa tem ainda por finalidade, prevenir comportamentos anti-sociais que resultam em dano e violência juvenil e as principais causas de morbilidade associadas à violência neste grupo etário: o uso do tabaco, do álcool e de substâncias psico-activas; comportamento sexual de risco. Pretende-se ainda incrementar a participação social dos jovens, promovendo a adesão de estudantes do ensino secundário e superior (16 a 25 anos) a actividades de voluntariado em Educação pelos Pares, capacitando-os para o seu desenvolvimento moral e social e para assumirem a responsabilidade social de agir na melhoria dos contextos de vida do seu País.

Share |