Notícias

 

Comité de Pilotagem do Projeto “Integração da Conservação da Biodiversidade no Setor do Turismo”, “BIO – TUR” analisa atividades e traça futuro do projeto

 

Nações Unidas, 25 de Abril de 2019 -O Comité de Pilotagem do Projeto “Integração da Conservação da Biodiversidade no Setor do Turismo”, “BIO – TUR” reuniu-se este semana, na sua 4ª reunião ordinária, para que em conjunto com os seus parceiros pudessem analisar e aprovar um conjunto de documentos que são a base de trabalho.
Na sua intervenção, durante a abertura do comité, Boubou Camara, Gestor do Escritório Conjunto a.i. do PNUD, UNFPA e UNICEF em Cabo Verde, salientou que este é um momento importante que permitiu retrospetiva das atividades realizadas durante o período anterior e lançar as bases para uma cooperação reforçada e dinâmica para o futuro.
Boubou Camara acredita que de facto, a implementação bem-sucedida deste projeto criará as condições de sustentabilidade e competitividade do turismo, integrando e reforçando a conservação da biodiversidade em Cabo Verde, através do estabelecimento de áreas protegidas.
Ainda aproveitou a oportunidade para relembrar que este projeto atende preocupações do governo sobre a preservação da biodiversidade, de acordo com o Plano de Estratégia e Acção para a Biodiversidade 2014-2030 está em linha com a Estratégia de Desenvolvimento Sustentável) de Cabo Verde e Agenda 2030 Nações Unidas.
Por sua vez, o Diretor Nacional do Ambiente, Alexandre Nevsky, afirmou que, pela fragilidade do país e pela dos nossos ecossistemas e pela vulnerabilidade das zonas costeiras, a adotar instrumentos de gestão e de monitorização e controlo de atividades turísticas, sob pena de condicionar o desenvolvimento da própria atividade turística alem das consequências nefastas da degradação dos ecossistemas e da perda da biodiversidade.
Neste sentido, é urgente garantir um modelo de desenvolvimento de turismo com baixo impacto na natureza e que contribui para a conservação e sustentabilidade das áreas protegidas e zonas costeiras num quadro inovador e integrador onde as parcerias públicas e privadas devem garantir o envolvimento das comunidades locais no processo de planificação e desenvolvimento do setor do turismo.

De referir que várias recomendações saíram do comité, que irão melhorar ainda mais a gestão do projeto BioTur.

.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share |